Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

DEUS É BOM !

Há muito tempo, num Reino distante, havia um Rei que não acreditava na bondade de Deus. Tinha, porém, um súdito que sempre lhe lembrava dessa verdade. Em todas situações dizia:
-- Meu Rei, não desanime, porque Deus é bom !
Um dia, o Rei saiu para caçar juntamente com seu súdito, e uma fera da floresta atacou o Rei. O súdito conseguiu matar o animal, porém não evitou que sua Majestade perdesse o dedo mínimo da mão direita.
O Rei, furioso pelo que havia acontecido, e sem mostrar qualquer agradecimento por ter sua vida salva pelos esforços de seu servo, ainda perguntou a este:
-- E agora, o que você me diz? Deus é bom? Se Deus fosse bom mesmo eu não teria sido atacado, e não teria perdido o meu dedo.
O servo respondeu:
-- Meu Rei, apesar de todas essas coisas, somente posso dizer-lhe que Deus é bom, e que mesmo isso, perder um dedo, é para seu bem!
O Rei, indignado com a resposta do súdito, mandou que fosse preso na cela mais escura e mais fétida do calabouço.
Pouco tempo depois, o Rei s…

Briga de Cães...Uma coisa terrível...Cuide-se!

Conta-se que certo homem possuía dois belos cães, um branco e outro preto. Muito bonitos e fortes. Certa vez ele chamou os amigos para apostarem na briga de seus animais. Muitos vieram e fizeram suas apostas. Após todos apostarem o Dono também apostou e disse:
- O Branco vai ganhar!
A Batalha foi terrível, os animais pareciam se odiar e se atracavam sem parar, ma no final da luta quem ganhou foi realmente o cachorro branco.
Após receber o dinheiro das apostas já deixou marcado pro mês seguinte a próxima luta.
Passado aquele tempo os animais já haviam se recuperado completamente e aquele bando de apostadores mais uma vez se reuniu. Novamente logo após todos fazerem suas apostas, e antes de a briga começar, o dono também fez sua aposta e disse:
- Hoje quem vai ganhar é o Preto.
A Luta foi mais selvagem que da primeira vez. Os animais se degladiavam com terrível fúria e em poucos minutos a batalha estava decidida. O Cachorro Preto triunfara.
Após a luta e os devidos pagamentos, alguns amigos m…

Billy e os Bombeiros

Hoje ouvi uma história, um fato ocorrido na cidade de Phoenix nos Estados Unidos. Lá havia um menino de seis anos de idade, internado num hospital, com a saúde muito debilitada em função de uma Leucemia muito agressiva. Seu nome era Billy e o Câncer em seu sangue o estava matando. Sua mãe, sempre ao seu lado, sofria não só por ver o filho amado naquele leito e enfermo daquele modo, mas pela consciência de talvez ele nunca chegasse a crescer e a realizar seus sonhos. Então certa dia, numa conversa descontraída, a mãe perguntou ao pequeno Billy o que ele gostaria de ser quando crescesse. Ele respondeu que gostaria de ser um bombeiro, andar naqueles carros legais e ajudar as pessoas. Sua mãe então decidiu não ficar parada. Naquele mesmo dia foi ao quartel do corpo de Bombeiros da cidade e buscou o capitão. Sentou-se diante dele, expôs a situação de seu filho e lhe pediu para levar o Billy para dar uma volta no carro dos bombeiros. Bob, o capitão, olhou aquela senhora e disse:
- Se a senho…

Era uma vez...numa chácara

Era uma vez há muito tempo atrás numa pequena chácara. Onde vivia um casal de idosos que além de sua pequena horta, criavam uma galinha, um porco e uma vaca. E andava por lá sem que eles soubessem um pequeno ratinho que diariamente se banqueteava dos restos de comida de todos. Um dia enquanto se escondia entre os arbustos, o pequeno rato avistou uma perigosa serpente. Mais que depressa fugiu para longe e foi logo contar a galinha.
- Galinha, hoje vi uma cobra rondando a casa dos homens. Você me ajuda a acabar com ela?
- Você esta louco! O que tenho eu a ver com isso? Eles que cuidem de seus problemas. Eu não tenho nada com isso!
Preocupado, e nada satisfeito com a resposta da galinha, resolveu procurar o porco.
- Seu porco, hoje vi uma cobra rondando a casa dos homens. Você me ajuda a acabar com ela?
- Sem chance, ratinho! Cobras não mexem comigo e eu estou muito bem aqui em meu chiqueiro.
O Ratinho, persistente, não se deu por vencido e foi até a Vaca.
- Dona Vaca, hoje vi uma cobra rondand…

Aquele bendito tijolo

Havia um certo jovem. Muito estudioso e trabalhador, que com muito esforço conquistará uma posição de destaque na empresa em trabalhava. Dedicava-se intensamente ao seu trabalho, havia grandes possibilidades de uma promoção e até de ganhar um prêmio de destaque por seu trabalho. Mal parava em casa. Já não tinha tempo para a esposa, o filho e nem mesmo para os amigos mais chegados. Certo dia saiu de casa apressado como sempre. Dirigindo seu carro importado com o pé em baixo. Queria chegar bem cedo e adiantar seu trabalho para impressionar o chefe. Então num cruzamento, sem qualquer aviso um tijolo explode na sua porta lateral. O primeiro susto quase fez capotar o carro. No instante seguinte já recuperado encheu-se de fúria. Olhou pelo retrovisor e identificou um menino parado no local de onde o tijolo havia sido lançado. Engrenou a ré, voltou apressado ao local. Já desceu do carro aos gritos. Agarrou o garoto pelos braços e sua vontade era de esganá-lo.
- Você é louco, menino? Você pode…

Lindos Olhos...

Passando por uma loja, que comercializaanimais, vi uma gaiola com alguns gatinhos e uma placa com estes dizeres: "Escolha e leve, gratuitamente, quantos quiser." Parei para ver. Eles eram muito bonitos, alegres e brincalhões. Ao lado havia outra gaiola também com gatinhos. O vendedor logo disse que aqueles não eram gratuitos, não! - Esses são siameses, são gatos chiques, de olhos azuis. Esses custam cem reais cada um. É difícil entender por que tanta diferenca. Apesar de seus olhos serem muito bonitos, no restante eram até bastante parecidos com os anteriores. Durante aqueles minutos em que ali fiquei, diversas pessoas demonstraram interesse em saber o preco dos siameses. Quanto aos outros, nem de graça. Com os cachorros também acontece o mesmo. Aqueles sem pedigree e sem raça definida ficam enjaulados à espera de alguém que os leve. Do pedigree depende seu futuro. Da linhagem dependem a acolhida e o respeito que aqueles animais poderão receber. A procedência é que determina…

Use toda a sua força...

Um menino tentava em vão levantar uma sacola pesada demais para ele. Seu pai, ali ao seu lado, esticava o braço e abrindo a mão, dizia-lhe:



- Use toda a sua força que você consegue, meu filho !

Ele tentou mais uma ou duas vezes, sem sucesso.


E o pai falava as mesmas palavras e repetia o mesmo gesto.


- Eu não consigo, pai - desabafou o menino.


- Olhe para mim, filho, disse o homem e, mexendo os dedos e olhando para a sua mão, repetiu vagarosamente:  
Use... toda... a... sua... força!


Só então o menino percebeu que o pai estava esticando a mão para pegar numa das alças da sacola. Ele não estava só. Seu pai estava ali ao seu lado para lhe dar uma força.




"O Senhor é a minha luz e a minha salvação;
a quem temerei?
O Senhor é a força da minha vida;
de quem me recearei?"

Salmo 27.1
Fonte:http://www.sitedopastor.com.br (Pr. João Evangelista)

O Biscoito do Arrependimento

Conta-se que certo dia um  evangelista se deparou com um sujeito que veementemente negava ser um pecador.
Ele escapulia de todas as tentativas do homem de Deus de convencê-lo de seus erros:
- Eu sou um bom pai, um bom marido, um bom vizinho, um bom cidadão. Sou honesto e trabalhador. Cumpro minhas obrigações. Não tenho do que me arrepender!
Em dado momento da conversa, o Evangelista sentia o Espírito Santo sussurar em seu ouvido: " - Pergunte sobre o biscoito". Assustado, em pensamento, o crente questionava a Deus: " - Biscoito? Que é isso meu Senhor?" E a voz do Espírito repetiu-se: " - Pergunte-lhe sobre o biscoito".
- Então, você não tem mesmo nenhum pecado?
- Não, sou um homem correto. Não tenho do que me arrepender!
- Bem, Deus esta me mandando te fazer uma pergunta, eu não sei o que é, mas creio que você deve saber. O Espírito Santo de Deus lhe pergunta: "- E o biscoito?"
Uma facada no estômago não teria lhe causado dor maior. O homem se contraiu…