Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2015

O Terceiro Trono

Em uma das Redes Sociais que frequento, me deparei com um rapaz zeloso que afirma crer na bíblia, mas que por algum mistério sinistro, se identifica com várias ideias (ou devaneios!) das Testemunhas de Jeová. Porém, nega ser membro da seita. Entre os vários detalhes de nossa conversa, o que se destacou foi o momento em que ele postou o seguinte:”Se o Espírito Santo fosse uma pessoa, Ele também teria um trono ao lado do Filho e do Pai ( Apocalipse 22: 3). Nossa, Ele não tem trono ?” Pois bem, ele disse mais coisas, antes e depois desta postagem, mas como sempre faço, optei por tirar deste momento algo edificante para nossas vidas. Amém? Logo de início, para não perdermos tempo e este texto não ficar muito extenso, afirmo categoricamente que o Espírito Santo é DEUS, e como tal, é uma pessoa. Afinal por definição uma pessoa é um ser, um indivíduo, um sujeito. Podemos saber que o Espírito Santo é mesmo uma Pessoa porque Ele possui uma mente, emoções e vontade. O Espírito Santo pensa e sabe…

Prosseguindo para o alvo

Recentemente em uma de minhas publicações que tratava de alguns aspectos da Misericórdia e da Graça de Deus, por meio de Jesus Cristo, recebi um comentário que dizia assim: “Embora muito dificilmente seja adequado falar de Jesus como alguém que se tenha sacrificado, como o resgatador ou redentor, é totalmente correto referir-se a ele como um salvador. Para sempre ele deixou o caminho da salvação (da sobrevivência) mais claro e certo; ele mostrou, de um modo melhor e mais correto, o caminho da salvação a todos os mortais de todos os mundos deste universo.” Confesso que não me dei ao trabalho de comentar, mas  a forma e o teor das palavras me arremeteram ao meu passado, quando então estudava questões associadas a paranormalidade e ao ocultismo, e mais precisamente me lembrou da “Antiga e Mística Ordem Rosa Cruz (AMORC).” Você conhece? Já ouviu falar? Trata-se de uma fraternidade, uma organização internacional de caráter místico-filosófico que alega ter a missão de despertar o potencial …

O Ópio do povo...

Dia desses fiz a postagem de um cartaz que dizia: “JESUS! Este nome pode mudar a sua história” e uma determinada pessoa comentou: “O ópio”  Em uma referência a famosa frase: "A religião é o ópio do povo" que é uma frase presente na “Crítica da Filosofia do Direito de Hegel” de Karl Marx, obra publicada em 1844.  O interessante é que atualmente, faz-se uso desta frase como um recurso de crítica a prática religiosa, sugerindo que esta, semelhante a uma droga é prejudicial a humanidade. Note que, como disse, é uma crítica a TODAS AS RELIGIÕES, e não somente ao cristianismo. Como não concordo com esse pensamento, e acho que muitas pessoas desconhecem este tipo de analogia, achei por bem escrever um pouco sobre o tema.
Para começarmos é bom saber que Karl Marx não foi o primeiro a fazer tal comparação entre a religião e o ópio, na verdade trata-se de uma ideia bastante popular entre os escritores do século XVIII, por exemplo: Immanuel Kant, Herder, Ludwig Feuerbach, Bruno Bauer, M…

VOCÊ SABE QUEM É O ESPÍRITO SANTO?

Há muitos conceitos errôneos sobre a identidade do Espírito Santo. Alguns vêem o Espírito Santo como uma força mística. Outros entendem o Espírito Santo como sendo um poder impessoal que Deus disponibiliza aos seguidores de Cristo. O que diz a Bíblia a respeito da identidade do Espírito Santo? Colocando de forma simples – a Bíblia diz que o Espírito Santo é Deus. A Bíblia também nos diz que o Espírito Santo é uma Pessoa, um Ser com pensamentos, emoções e vontades.
O fato do Espírito Santo ser Deus é claramente visto em muitas passagens bíblicas, incluindo Atos 5:3-4. Onde Pedro confronta Ananias em por que ele tinha mentido para o Espírito Santo, e a ele diz “não mentiste aos homens, mas a Deus”. É uma declaração clara de que mentir ao Espírito Santo é mentir a Deus. Podemos também saber que o Espírito Santo é Deus porque Ele possui os atributos ou características de Deus. Por exemplo, aonipresençado Espírito Santo é vista em Salmos 139:7-8: “Para onde me irei do teu espírito, ou para …

Pai, Filho e Espírito Santo...Um Único Deus!

Edifiquem-se, porém, amados, na santíssima fé que vocês têm, orando no Espírito Santo. Mantenham-se no amor de Deus, enquanto esperam que a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo os leve para a vida eterna.
(Judas 1:20,21) Embora a palavra Trindade ou TRIUNIDADE não apareça na Bíblia, esta claro que DEUS é UM e que se manifesta por três “pessoas”.  É fundamental compreendermos esta particularidade para podermos lidar com quem é Deus, como Ele é, como Ele atua, e como Ele Se relaciona com o mundo. Acima de tudo, é essencial aceitarmos a divindade de Cristo e do espírito Santo e seu papeis no plano da salvação.
As distinções entre Deus Pai, Jesus e o Espírito Santo encontradas na Bíblia devem ser percebidas como a forma pela qual Deus está em Si mesmo, por mais difícil que seja para nossa mente entender.

Cremos e ensinamos que Deus é UM em essência, subsistindo por si mesmo, plenamente suficiente, invisível, incomensurável, eterno, criador de todas as coisas, visíveis e invisíveis, o sup…

O Grito da Alma

O Silêncio é o grito da alma! Jacqueline Ferreira
A Reflexão que quero postar neste dia, não vem de mim, mas diretamente do texto bíblico. Em Marcos 14, dos versículos 3 a 9, lemos a história de uma mulher que desafiando os padrões morais de sua época, ousou enfrentar a ignorância, o preconceito e as ofensas para cumprir o desejo que ardia em seu coração: expressar seu amor a Cristo. Esta mulher, cujo nome não se é revelado nesta passagem, mas que pouco importa, pois não buscava fama, teve eternizado seu ato de amor. Em silêncio entrou naquela sala, pois ali estava Jesus, e ignorando os que a afrontavam, ungiu ao mestre, ofertando-lhe seu melhor perfume, mas acima de tudo fazendo aquilo que podia fazer. Ah, mas suas ações não passaram despercebidas e tocaram o coração de Deus. O qual em sua defesa se manifestou. Será que podemos aprender algo diante de seus atos? 
E estando Jesus em Betânia, reclinado à mesa na casa de certo homem conhecido como Pedro, o leproso, achegou-se dele uma mulh…

DÍZIMOS E OFERTAS NA IGREJA DO SEC XXI (Parte 1)

Atualmente, creio que não haja assunto mais frágil e polêmico para se tratar dentro das Igrejas. Imagino que a culpa disso recaia, principalmente pelo mal uso e pelas falsas teologias que hoje infestam o mundo. Contudo o fato é: a questão existe e não podemos nos esquivar de tratá-la com seriedade, verdade e a luz das escrituras. Antes de prosseguir quero apenas fazer um pequena ressalva. Amigo leitor, o teor do texto que apresento à seguir reflete tão somente meu entendimento, e opinião quanto ao assunto e de modo algum deve, ou pode ser considerado como a posição oficial da denominação sob a qual congrego. Confesso que ainda não perguntei, ou solicitei um posicionamento desta em relação aos dízimos e ofertas. Sendo o teor desta mensagem e de minha inteira responsabilidade. Já ao iniciarmos esta prosa declaro que sou dizimista fiel e que oferto com freqüência em apoio aos trabalhos sociais e de evangelismo em minha igreja. Agora, sim vem a pergunta que não quer calar: Porque eu faço i…